The Pieces

Once you have all the pieces
it all comes down to revelation,
but as soon as you lose yourself
the biggest piece is missing
and all the other pieces
lose their pulsation,
die of starvation
and fade away.

10.06.2016

vidArte // No silêncio do quarto escuro

Num quarto escuro
fico tão bem,
sozinho comigo próprio,
a viver num sítio que não eu.
 
Na arte vivo melhor
que na própria vida,
e não poderia de outra maneira ser.
Quando morre a arte,
morre a alma e tudo o resto;
mas ainda assim, em todos os restos,
continuarei a viver.
 
Pois no silêncio se cria
o que de melhor se poderia
alguma vez criar.
Um sussurro se ouve melhor
que todos os gritos do mundo,
e tudo, no fundo,
vive no silêncio.
 
Mas ninguém ouve,
ninguém ouve,
ninguém quer entender;
mas como quero eu que me entendam
se me não deixo entender?

08.06.2016

Sou eu toda uma natureza

O vento não mais sopra;
o perfume dos ramos verdejantes
não mais transforma o meu peito
num escravo do seu aroma ludibriante;
o leve salpicar da nascente
fresca e cristalina
não mais atina
a minha alma doente
com a sua leveza
e tranquilidade fluente;
o chilrear musical
do colorido pardal
que voa através da natural
viração quente da tarde
sob o brilhante véu
do azul céu
não mais canta ou pia
ou vibra nas cordas
do coração apertado
que suavizam a dor
da pele cortada.

08.06.2016

Vaivém

Quando morre a paixão
e se desencontra o coração,
morre inevitavelmente
a calma da alma também,
e em todo este vaivém
de sorte:
sul, norte;
criação ou corte;
azar ou sorte;
vida e morte;
o desnorte
de toda a vida
se concentra
e se perde,
não se concentra
e desvanece.
05.06.2016