vidArte // No silêncio do quarto escuro

Num quarto escuro
fico tão bem,
sozinho comigo próprio,
a viver num sítio que não eu.
 
Na arte vivo melhor
que na própria vida,
e não poderia de outra maneira ser.
Quando morre a arte,
morre a alma e tudo o resto;
mas ainda assim, em todos os restos,
continuarei a viver.
 
Pois no silêncio se cria
o que de melhor se poderia
alguma vez criar.
Um sussurro se ouve melhor
que todos os gritos do mundo,
e tudo, no fundo,
vive no silêncio.
 
Mas ninguém ouve,
ninguém ouve,
ninguém quer entender;
mas como quero eu que me entendam
se me não deixo entender?

08.06.2016

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s