Luzes Submarinas

Flutuando debaixo de água
visões sempre em mudança,
cores sem forma
brilham e refletem
a luz do quente sol que rompe pelo oceano
na esperança
de encontrar a mudança.
 
Clarões de luz se espalham
e calham de encontrar
no fundo os tesouros do mundo.
Desfechos de espadas brilhantes
cortam o meu ser com golpes lancinantes
e, sufocante, tento não enegrecer
e cair na desesperança profunda.
 
Cortes se abrem na alma
como meros bolsos
onde se entranham esboços
de cores em complacência
conjugadas para hipnotizar
quem pensar
em resistir.
 
Não podendo sair,
só me resta sufocar.
Sucumbo às forças que dominam
e chacinam a vontade de resistir,
e para si tomam
o privilégio de me acompanhar
ao fundo do mar.
 
Gradualmente escurece
e se contrai o meu corpo
sob a pressão do oceano.
A luz celestial acima brilha e aquece,
e ilumina o momento com as suas cores,
enchendo de calores
as pequenas bolhas coloridas que vomito.
 
As bolhas formam um vórtice
de arco íris divino
que se espalha sobre mim
como pirilampos do destino
e enchem os arredores
com das dores
que sofri.
 
Sem luz, sem forças,
sem ar para respirar,
me deixo afundar
ao fundo do mar,
já sem esperar
ser capaz de escapar
à inevitável força do destino.
 
Afundo,
e no fundo
encontro o mais profundo
líbito de permanecer
entre os seres do fundo
do mar
no silêncio profundo.
06.05.2016
Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s